top of page

Uma vida sem tabaco


Tinha 18 anos quando ganhei minha liberdade de sair de casa. Foi quando conheci vário amigos e na convivência do dia a dia, onde a maioria deles eram fumantes na época,

experimentei o cigarro e acabei me tornando um fumante.



O cigarro começou a se tornar um refúgio que parecia me acalmar, diminuir a ansiedade e o estresse. O que na verdade só estava acabando com a minha própria saúde, pois não passava de meras ilusões.


Com o passar do tempo, tive a oportunidade de trabalhar no Hospital ambiente esse onde

a missão maior é prezar pela vida, meus vários colegas de trabalho sempre me

orientavam a parar com o vício, e eu sempre pensava que nunca iria conseguir parar.


Mas fui assimilando, caindo em mim, entendendo que não havia vantagem alguma em continuar. Avaliei minha postura, minha saúde, que já não era mais a mesma, respirava mau, sentia muito cansaço, principalmente ao andar, parecia não ter fôlego suficiente para tarefas cotidianas. Depois desta análise, acabei decidindo de vez que ia parar de fumar, procurei apoio médico, iniciei tratamento com ajuda de medicamentos.


Não foi fácil, claro que não foi! Tive picos de agitação, estresse, mau humor, e até perda do apetite, sentia muito mal estar, mas sabia que ia passar, que era necessário eu me manter firme na minha decisão, pois era o momento crucial.


Foram 15 dias difíceis lutando contra o vício, minha fé foi meu alicerce. Passado este tempo, não tive dúvidas, não queria mais voltar atrás. Consegui!!!


Hoje não fumo mais. Já faz 5 anos que larguei o tabaco e vejo que minha vida só melhorou, minha saúde tem mais qualidade, meu condicionamento físico está bem melhor, minha autoestima aumentou e as atividades do dia a dia parecem bem mais leves. Percebi que não existe vantagem nenhuma em fumar, isso só destrói a saúde e não há nada de positivo nisso, só perda de tempo.


E para você fumante, que deseja parar com esse vício negativo, é preciso ter muita opinião, força de vontade. A fase da abstinência passa, é difícil, mas é necessário. É preciso pensar positivo e não desistir pois só virão coisas boas e você colherá os benefícios para sua própria saúde.


Desejo boa sorte a todos que queiram levar uma vida sem tabaco, e que consigam vencer, assim como eu consegui.

 

Wilian Fernando da Silva

Tem 33 anos e é ex-fumante. Atualmente trabalha no Hospital Nossa Senhora da Piedade, no setor de Manutenção.

Comments


bottom of page