top of page

Prevenção e Combate às Drogas e ao Alcoolismo

O uso abusivo de substâncias tem se mostrado um grande desafio nas áreas da saúde, social e da justiça em decorrência dos problemas acarretados não apenas para o usuário como também para o meio em que ele está inserido. Nesse contexto, a necessidade de uma educação preventiva se faz fundamental.

A prevenção ao uso de álcool, e outras drogas devem ter como meta diminuir ou evitar os problemas causados pelas substâncias antes que eles surjam, oferecendo possibilidades de mudança efetiva na comunidade ao estimular comportamentos e hábitos saudáveis.


Existem vários fatores que atuam como motivadores para abuso e a dependência como: aceitação em grupo, curiosidade, Abandono e conflitos familiares, influência de amigos, falta de limites dos pais, fuga dos problemas entre outros, para tanto, precisamos analisar a questão a partir de múltiplos olhares.

A prevenção promove a saúde, e seu alcance é ampliado quando está alinhada a políticas públicas e utiliza estratégias redutoras de danos. Uma estratégia preventiva atua conscientizando o público-alvo, enfatizando a autoestima e a autoconfiança, trabalhando habilidades de resolução de problemas e necessidades definidas no contexto sociocultural e contando com a mobilização de recursos comunitários e redes sociais. É importante discutir a prevenção primária ao uso de drogas e a promoção da saúde, destacando a redução dos fatores de vulnerabilidade que envolve o uso de álcool e outras drogas e a criação de modos singulares de cuidado, considerando a complexidade social, política e histórica.

 

LUIZ VAGNER DOS SANTOS é Psicólogo Clínico e atua como voluntário no Hospital Nossa Senhora da Piedade desde o início da pandemia.

Comentarios


bottom of page